+detalhes
  1. Página Inicial
  2. Acupuntura médica: uma área ainda pouco falada na medicina
Acupuntura médica: uma área ainda pouco falada na medicina

Acupuntura médica: uma área ainda pouco falada na medicina

  • 18 de Abril, 2024
  • 58 visualizações

Uma visão geral

A Acupuntura Médica é uma forma de tratamento, na qual são introduzidas agulhas metálicas em locais específicos do corpo (normalmente na pele e nos músculos), com o objetivo de conseguir modular o funcionamento do Sistema Nervoso, do Sistema Endócrino, do Sistema Imunitário e das glândulas exócrinas.

Esta técnica teve origem na China há mais de 2000 anos, sendo um dos procedimentos médicos mais antigos do Mundo.

Capa noticias 2 2

Os diferentes tipos de Acupuntura

Existem diferentes abordagens da Acupuntura, e na atualidade é comum dividi-las em duas grandes entidades: a Acupuntura tradicional e a Acupuntura médica ocidental.

A Acupuntura tradicional baseia-se na Medicina Tradicional Chinesa. A doença é vista como um desequilíbrio do corpo, e este tratamento é usado para restaurar o equilíbrio.

A Acupuntura Médica ocidental (reconhecida pela Ordem dos Médicos em Portugal) assenta o tratamento com base no diagnóstico médico feito à priori e usa agulhas para influenciar a fisiologia do corpo de acordo com o conhecimento científico atual.

Considera o agulhamento como um tratamento convencional e muda a prática baseada na evidência.

Capa noticias 3 2

 

A Acupuntura é segura?

A Acupunctura é uma técnica terapêutica geralmente muito segura, sendo fundamental procurar um profissional qualificado antes de decidir iniciar um tratamento.

Os efeitos adversos graves são raros (menos de 1 por cada 10.000 tratamentos). Os efeitos adversos mais frequentes são ligeiros.

Após o tratamento pode ocorrer sonolência, sendo desaconselhada a condução se isso acontecer. Em cerca de 3% dos tratamentos surgem pequenas equimoses ou hemorragia no local da inserção das agulhas que pode ser minimizado com a compressão imediata e com a aplicação local de gelo. Durante o tratamento pode surgir dor ligeira local.  Por vezes, as pessoas suscetíveis sofrem uma lipotimia (sensação de desmaio), sendo extremamente raro quando o posicionamento durante o tratamento é adequado (posição de deitado).

As queixas podem ter um agravamento passageiro após o tratamento. Deve avisar o médico desse facto, sendo normalmente um sinal de bom prognóstico. Para além destes efeitos, outros podem acontecer de acordo com o seu caso clínico. O seu médico irá discuti-los consigo.

Antes de se iniciar um tratamento com Acupuntura, o médico deve verificar se existem ou não contra-indicações para o tratamento e se este pode trazer algum benefício ao doente.
É fundamental que seja colhida uma história clínica detalhada das queixas e antecedentes e que seja explicado como decorrerá o tratamento. O médico poderá pedir o consentimento informado.

Capa noticias 4 1

Quem beneficia da Acupuntura?

Alguns exemplos de doenças médicas onde se pode recomendar a Acupunctura são: dor miofascial primária; algumas dores osteoarticulares; doenças psicossomáticas; outras doenças a estudar caso a caso.

 

Bibliografia


– Sociedade Portuguesa Médica de Acupunctura

– British Medical Acupuncture Society

 

  • Partilhar: